Biografia de um mestre-aprendiz


A impetuosidade do ser humano pode levá-lo à falência, se este não percebe logo que está indo pelo caminho errado.
No filme “O Mestre das Armas”, baseado em uma história real, passa-se a narrativa de um orgulhoso homem chinês, cujo nome é Huo Yuanja (interpretado por Jet Li). Huo Yuanja sempre quis aprender artes marciais com o intuito de ser o maior lutador do mundo. Seu pai, porém, não quis ensiná-lo. Seu pai era um homem honrado e honesto, e quando lutava o fazia com o princípio de aprimorar suas técnicas, e de acordo com o filme ele era um excelente lutador.
O rapazinho cresceu, e aprendeu a técnica de luta da família sozinho, viveu grande parte de sua vida acreditando que seu pai era um derrotado, por isso se dedicou a vencer todos que se opusessem a si, sem piedade. E assim o fez. Angariou para si um grande número de discípulos, que queriam apenas seu dinheiro.
O tempo passou e seu dinheiro acabou, ficou muito endividado, e se tornara desacreditado na cidade onde vivia.
Para que Huo Yuanja se tornasse o melhor lutador daquele lugar restava apenas um grande lutador, e ele o venceria. Em uma batalha aterradora Huo Yuanja desfere um poderoso golpe no peito do adversário arrasando seu coração, causando-lhe a morte. Um dos discípulos do lutador derrotado, inconformado com a crueldade, mata toda a família de Huo Yuanja e depois se suicida.
O “grande mestre” Huo Yuanja não sabendo mais o que fazer de sua vida, resolve se distanciar daquela cidade e passa a viver como um mendigo. Certo dia prestes a se afogar, é retirado da água por uma família de camponeses, que o acolhe e ajuda-o a se reestruturar.
Junto à família que o salvou e em um vilarejo de camponeses plantadores de arroz, Huo Yuanja é cuidado por uma mulher cega e aprende princípios que nunca conheceu antes, e relembra aqueles que sua mãe o havia ensinado. Huo Yuanja fica por ali um longo tempo, e então resolve voltar para rever o túmulo de seus pais.
De volta à sua cidade, descobre que os ocidentais estavam tomando o governo e a direção do lugar, e que ali já não era mais como antes. Descobre que os chineses estão sendo caçoados e desafiados em lutas pelos norte-americanos. Então Huo Yuanja resolve lutar mais uma vez, contra aquele que é conhecido como o “homem mais forte do mundo”.
Pede dinheiro emprestado com um antigo amigo, e segue para a luta. Mas dessa vez o interesse de vitória não é para si mesmo, mas para recobrar a honra de todos os chineses.
Ele luta e vence, e pela primeira vez demonstra-se como alguém que realmente mudou. Huo Yuanja nesta luta não permite que seu adversário morra, e salva-o de cair sobre algumas pontas de ferro do ringue.
Inicia-se então uma nova era em sua vida, Huo Yuanja abre uma academia de artes marciais, e tem agora verdadeiros discípulos e os treina não para vencer, mas para viver; para desenvolverem suas vidas de maneira digna e honrada.
Os ocidentais entram em polvorosa, querem recobrar a grandiosidade que perderam, então tramam uma luta, na qual Huo Yuanja enfrentará quatro oponentes, um de cada vez, e somente então a china será reconhecida.
O mestre, agora, sábio, aceita o combate, não por si, mas pelo povo que lutará com ele, não no ringue, mas no coração.
Huo Yuanja vence a luta contra três oponentes ocidentais.  O quarto lutador é japonês, eles lutam. Os ocidentais trapaceiam contra o mestre chinês e o envenenam, mesmo assim ele continua a luta até o fim, e então desfere o seu poderoso golpe, porém...
Surpresa! Ele parou o soco antes que tocasse o coração do adversário, não quis matá-lo, apenas vencê-lo. Após fazer isso, não consegue mais se manter em pé, então cai.
O lutador japonês, mesmo com uma equipe desonesta continua sendo um homem de honra e reconhece sua derrota declarando que o campeão de fato é Huo Yuanja, ele o ergue e todos o vêem como o vencedor. E então o mestre chinês morre ali, nos braços de seus discípulos.
Morre um homem, nasce uma lenda! Aquele que havia se tornado esquecido por sua soberba e autodestruição, agora é reconhecido como um herói, alguém que não teve medo de mudar, mas que enfrentou a si mesmo, como seu maior inimigo, para ter a maior vitória de todas, a da vida.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. Caso perceba algum erro nas postagens, por favor nos informe. Obrigado!

Livros que recomendo

A